Tag Archives: EducacaoFinanceira

CVM realiza 6ª Conferência de Ciências Comportamentais e Educação do Investidor

Também será promovido 3º Seminário Regional sobre Novas Tendências em Educação Financeira

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM), em parceria com a B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) e a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais), promoverá o 3º Seminário Regional sobre Novas Tendências em Educação Financeira e a 6ª Conferência de Ciências Comportamentais e Educação do Investidor.

O Seminário será realizado nos dias 12 e 13/11 e contará com a participação de membros e especialistas da Rede Internacional de Educação Financeira da OECD (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), que apoia a organização do evento, além da presença de representantes de ministérios da fazenda e educação, bancos centrais, autoridades de regulação, funcionários de governo, comunidade acadêmica, entre outros.

Continue lendo

World Investor Week terá segunda edição em outubro

CVM é coordenadora nacional e preside Comitê responsável pela campanha

Entre 1 e 7/10/2018, será realizada a segunda edição da Semana Mundial do Investidor (WIW – World Investor Week), projeto da Organização Internacional das Comissões de Valores (IOSCO).

A Semana faz parte da agenda de projetos coordenado pelo Comitê 8 da IOSCO (Retail Investors – Investidores de Varejo), atualmente presidido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), com o objetivo de promover a consciência sobre a importância da educação financeira e da proteção ao investidor, disseminando mensagens de orientação e proporcionando novas oportunidades educacionais em todo o globo.

Continue lendo

Vem aí a semana ENEF! Confira as novidades

Entre os dias 14 e 20 de maio será realizada a 5ª edição da Semana Nacional de Educação Financeira (Semana ENEF),  uma iniciativa do Comitê Nacional de Educação Financeira (CONEF) para promover ações de educação financeira no país.

A Comissão de Valores Mobiliários promoverá durante a Semana, entre outras ações, a palestra  que marcará o lançamento do projeto-piloto “Precisamos falar sobre dinheiro”.

O produto baseia-se no envio de mensagens pela ferramenta WhatsApp, na forma escrita e oral (gravação), buscando levar a educação financeira de forma lúdica e didática para a população-alvo. Consiste em intervenção de natureza educacional com a aplicação de “insights” comportamentais, tendo como objetivo conscientizar, estimular e apoiar o desenvolvimento de poupança e a promoção do bem-estar financeiro de mulheres chefes de famílias de renda intermediária, incluindo moradoras de comunidades urbanas. O evento ocorrerá no do dia 14/05 às 15h, na sede da CVM no Rio.

Também nesta semana,  haverá a palestra “Os estudos sociais das finanças” que será apresentada pelo Grupo de Estudos de Antropologia das Finanças (GEAF) no Rio de Janeiro, no dia 17/05 às 15h, e em São Paulo, no dia 15/05 no mesmo horário.
Na ocasião, ocorrerá a abertura das inscrições para participar da 2ª turma do Grupo de Estudos de Antropologia das Finanças (GEAF), organizado pelo Centro Educacional CVM-OCDE de Letramento Financeiro para América Latina e Caribe em parceria com o Núcleo de Pesquisas em Cultura e Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (NuCEC-UFRJ). Neste ano haverá turmas para o Rio e São Paulo.

Continue lendo

Como avaliar o nível de letramento financeiro da população?

Em março último a OCDE/INFE tornou pública a nova versão de sua ferramenta de avaliação de letramento e inclusão financeiros¹. Trata-se de uma atualização do questionário aplicado entre 2015 e 2016 em quarenta países. A versão de 2018 traz novidades que permitem mensurar o conhecimento financeiro relacionado às inovações que transformaram o mercado financeiro nos últimos anos. Continue lendo

Apresentações da 5ª Conferência de Ciências Comportamentais e Educação do Investidor e demais eventos.

Estão disponíveis abaixo as apresentações dos palestrantes da 5ª Conferência de Ciências Comportamentais e Educação do Investidor,  2º Seminário Regional sobre Novas Tendências em Educação Financeira e demais eventos.

A programação contou com palestras sobre psicologia, economia, antropologia e educação financeira. Para realizar o download da apresentação desejada clique no assunto da palestra que se encontra ao lado do nome do palestrante.

Continue lendo

Como levar em conta o envelhecimento cognitivo ao prestar serviços financeiros?

Por conta do processo de envelhecimento pelo qual passa a população do Reino Unido e buscando encorajar as empresas de serviços financeiros a melhor compreender como aprimorar seu atendimento aos consumidores mais velhos, o órgão regulador daquele país, Financial Conduct Authority (FCA), iniciou em 2016 o projeto “Ageing Population[1]. Um dos produtos do projeto é uma revisão de literatura destinada a fornecer uma visão geral do espectro de fatores cognitivos que podem afetar a forma com que os idosos lidam com serviços financeiros. A revisão apresenta os achados acadêmicos mais recentes sobre envelhecimento cognitivo e suas consequências para a prestação de serviços, sob a forma de tarefas simples e complexas, como pagamentos em dinheiro e em cartão, atendimento telefônico e em agências, monitoramento de contas, gerenciamento financeiro, “online banking”, entre outras. Continue lendo

E-mails informativos são capazes de aumentar a contribuição previdenciária?

A Mathematica Policy Research, em abril de 2017, publicou o estudo denominado “Using Behavioral Insights to Increase Retirement Savings”[1], que estudou formas de aumentar o nível de poupança para aposentadoria dos funcionários do Departamento de Trabalho dos Estados Unidos (DOL) com o uso de “insights” comportamentais.

Dado que, pelo plano de aposentadoria Thrift Savings Plan – TSP, o governo americano deposita o mesmo valor da contribuição mensal do servidor (benefício também conhecido como “matching”) em sua conta de aposentadoria individual até o limite de 5% do salário, é de se esperar que ele aproveite plenamente esta vantagem. Entretanto, em 2015 mais de 25% dos funcionários públicos do DOL contribuíram abaixo desse limite, o que abriu espaço para uma intervenção comportamental. Logo, a pesquisa procura entender se e-mails informativos são capazes de influenciar as pessoas a pouparem mais. Continue lendo