Monthly Archives: novembro 2014

As Finanças Comportamentais e a Teoria da Perspectiva

Publicamos aqui o artigo de Thiago Borges Ramalho, oferecendo uma visão introdutória às Finanças Comportamentais e à Teoria do Prospecto (ou Teoria da Perspectiva). Este artigo é mais um fruto da contribuição de um dos membros do Núcleo de Estudos Comportamentais (NEC), a Dra. Vera Rita de Mello Ferreira. O conteúdo, aqui publicado integralmente, é de exclusiva responsabilidade do autor:

Finanças Comportamentais e a Teoria da Perspectiva

Daniel Kahneman e Amos Tversky, psicólogos, desenvolveram em conjunto, na década de 70 do último século, importantes estudos relacionados à tomada de decisão. Tais pesquisas, extremamente relevantes para a integração de duas áreas apaixonantes, a Psicologia e a Economia, renderam a Kahneman o Prêmio Nobel de Economia em 2002, consolidando-o como um dos principais nomes relacionados às Finanças Comportamentais, área derivada da Psicologia Econômica e da Economia Comportamental.

A partir de não menos importantes contribuições de outros pesquisadores, como o conceito de racionalidade limitada desenvolvido por Herbert Simon, também ganhador do Prêmio Nobel de Economia (1978), por exemplo, Kahneman e Tversky apresentaram a definição de heurísticas (palavra originada do termo heureca), que representam formas simplificadas, “regras de bolso”, de se realizar julgamentos e tomar decisões em situações de incerteza. As heurísticas, muito úteis nas escolhas que rotineiramente fazemos, podem levar a erros sistemáticos, os chamados de vieses cognitivos, que muitas vezes prejudicam nossas decisões mais importantes, como as relacionadas aos nossos investimentos.

Continue lendo

CVM, BM&FBOVESPA, ANBIMA e CETIP realizam nova edição da Conferência de Educação Financeira e Comportamento do Investidor

Nos dias 4 e 5 de dezembro de 2014, a Comissão de Valores Mobiliários promoverá, no Hotel Windsor Atlântica, no Rio de Janeiro, a Conferência de Educação Financeira e Comportamento do Investidor.

banner_IEC_2014

Organizada pela CVM e pela BM&F BOVESPA, com o apoio da ANBIMA e da CETIP, além do apoio institucional da Organização Internacional das Comissões de Valores (IOSCO) e da Embaixada do Reino Unido no Brasil,

a iniciativa promoverá reflexões e debates a respeito das possíveis contribuições de pesquisas no campo das ciências comportamentais para as ações de educação financeira,

Continue lendo

Todo Mundo Começa com Nota 10

Fruto da contribuição de um dos membros do Núcleo de Estudos Comportamentais (NEC) da CVM – a profª Vera Rita de Mello Ferreira – apresentamos aqui o artigo de Adriana Rodopoulos sobre o estudo intitulado Everyone starts with an ‘A’: applying behavioural insight to narrow the socioeconomic attainment gap in education, realizado em escolas da Alemanha. Segundo a autora, o estudo trata da aplicação dos pressupostos das ciências comportamentais à educação, com o intuito de melhorar o desempenho escolar e de diminuir a diferença de rendimento entre alunos de classes sociais diferentes.

A CVM agradece a contribuição e aproveita para sugerir aos leitores deste blog que reflitam sobre como as questões abordadas no estudo podem ajudar a melhorar as ações de Educação Financeira. Como seria possível reforçar uma mentalidade de formação de poupança e de planejamento financeiro? Quais as melhores estratégias para lidar com os vieses cognitivos que mais afetam o comportamento financeiro? Como as escolas poderiam criar um ambiente que favorecesse o consumo consciente e o desenvolvimento de uma relação saudável com o dinheiro desde a infância?

Disponibilizamos a seguir o artigo, incluindo um link para o estudo no qual ele se baseia, e aguardamos seus comentários:

Continue lendo