Por que é tão difícil para o consumidor dizer não?

Quando compramos algum produto, é comum que o vendedor ofereça seguros e acessórios, de que não necessariamente precisamos, em busca de aumentar sua comissão com a venda.

Com base nisso, a CVM australiana (ASIC) estudou as pessoas que contrataram seguros complementares ao adquirir veículos novos, a fim de compreender tanto as técnicas usadas pelos vendedores quanto a experiência de compra de tais produtos pelos consumidores.

Continue lendo

Fomentando a Inovação: Entrevista com Flávio Pripas

Flávio Pripas foi nomeado como uma das 100 pessoas mais criativas nos negócios em 2012 pela Revista FastCompany (“Fast Company – 100 Most Creative People in Business 2012”). Ele lidera o CUBO, um projeto de fomento ao empreendedorismo digital no Brasil, patrocinado pelo Banco Itaú e pela RedPoint eVentures.

Durante o Fintech Day¹, realizado no Rio de Janeiro em 5/12/2016, Flávio Pripas proferiu a palestra:

Continue lendo

CVM Comportamental Vol. 3 – Vieses do Consumidor: Viés do Ponto Cego

O Viés do Ponto Cego (bias blind spot, em inglês) é a propensão a acharmos que nossos julgamentos são imparciais, enquanto os das demais pessoas são tendenciosos.

Em outras palavras, falhamos sistematicamente em reconhecer que nossas decisões são afetadas por preferências, crenças, cultura, preconceitos e outros fatores pessoais. No entanto, ao analisamos as decisões alheias, acreditamos que estão sujeitas a tais vieses. Continue lendo

Regras de bolso funcionam?

O Consumer Financial Protection Bureau (CFPB), órgão público norte-americano para a proteção financeira do consumidor, publicou o estudo intitulado “The Power of Light-Touch Financial Education” em janeiro deste ano, em que testou se as regras de bolso podiam ser usadas como instrumento de educação financeira.

A chamada educação financeira de contato leve (“light-touch”) tem como objetivo alcançar vários indivíduos a custo reduzido e com o uso de ferramentas tecnológicas. Um exemplo de abordagem oposta seria o coaching financeiro, que estabelece objetivos individuais e trabalha de forma personalizada. O método de contato leve transmite conteúdos educacionais mais simples e/ou usa mecanismos que facilitam o processo de decisão, como lembretes, compromissos e “defaults”. Portanto, demanda menor carga cognitiva dos consumidores e consequentemente os ajuda a tomar boas decisões financeiras. As regras de bolso podem ser consideradas como um tipo de abordagem de contato leve.

Continue lendo

Nunca se trata só de tecnologia: Entrevista com Juan Pablo Pardo-Guerra

O Dr. Juan Pablo Pardo-Guerra é pesquisador do Departamento de Sociologia da Universidade da Califórnia, San Diego e seu principal interesse ​​é compreender o papel dos mercados na constituição das sociedades modernas.

A fim de compreender o surgimento da negociação algorítmica e do high frequency trading, bem como alguns dos desafios que a área financeira pode enfrentar no futuro, ele atualmente trabalha em um livro, intitulado Automating Finance, no qual pretende examinar as lutas morais, políticas e organizacionais que sustentaram a automação dos mercados de ações modernos.

Continue lendo